Características da Experiência de Discriminação Racial entre Estudantes Universitários

Autores

DOI:

https://doi.org/10.55892/jrg.v7i14.1007

Palavras-chave:

Estudante universitário, Discriminação racial, Experiências de vida, Raça, Instituições

Resumo

Objetivou-se analisar a experiência de discriminação racial sofrida por estudantes universitários. Estudo exploratório, descritivo e transversal, com abordagem quantitativa, com 751 participantes. Realizado em cinco instituições públicas e privadas de ensino superior do estado do Ceará, Brasil, de setembro a dezembro de 2023. O instrumento utilizado foi a Escala de Experiências de Discriminação Racial e o questionário do perfil sociodemográfico. A identificação e abordagem para pesquisa aconteceu de forma on-line e presencial. Destacaram-se, como maioria, participantes do sexo feminino, 52,5%; com idade média de 22,8; com predominância da raça parda, 58,5%; com renda familiar de um a dois salários-mínimos, 36,9%; e a religião católica com predominância de 59,4%. Com relação ao tratamento injusto relacionado à discriminação racial, observou-se que os participantes afirmaram tomarem alguma atitude ao serem tratados injustamente, como, por exemplo, falavam com outras pessoas. Em relação a sentir-se tratado injustamente e tentar fazer alguma coisa sobre isso, apenas 24,7% da população preta faziam alguma coisa contra isso, em contrapartida, 21,5% guardavam esse tipo de tratamento para si. Além disso, as experiências de discriminação racial por raça em estudantes universitários ressaltaram que 81,7% da população preta já sofreu com discriminação. Observaram-se as preocupações em torno da discriminação racial por raça entre os estudantes, com cerca de 80,6%, no último ano, com 91,4% que prestaram preocupação com o grupo racial e 90,3% que demonstraram autopreocupação ao tratamento injusto. Ademais, 4,3% da população preta já prestou queixa policial, em contrapartida, 95,7% da população preta nunca prestou queixa, fato que demonstra que ainda, atualmente, existem grandes vulnerabilidades vivenciadas, a partir da discriminação racial entre estudantes universitários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliany Nazaré Oliveira, State University of Vale do Acaraú

Graduando(a) em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará Pós Doutorado Pela Universidade do Porto. Portugal.

Paulo Jorge de Almeida Pereira, Universidade Católica Portuguesa

Graduado em Engenharia Química pela Universidade Nova de Lisboa; Doutorado em Química pela Universidade Nova de Lisboa. Portugal.

Paulo Cesar de Almeida, Universidade Estadual do Ceará

Graduado(a) em Estatística pela Universidade Federal do Ceará; Pós-Doutorado pela Universidade Federal do Ceará. Fortaleza, Ceará. Brasil

Ana Beatryz dos Santos Costa, State University of Vale do Acaraú

Graduanda (a) em Enfermagem pela Universidade Estadual Vale do Acaraú. Sobral, Ceará, Brasil.

Gleisson Ferrera Lima, Universidade Federal do Ceará

Graduado(a) em Educação Física pela Universidade Estadual Vale do Acaraú; Mestrando(a) em Saúde da Família pela Universidade Federal do Ceará, Sobral, Ceará Brasil.

Vitoria Kethly Farrapo da Silva, State University of Vale do Acaraú

Graduanda (a) em Enfermagem pela Universidade Estadual Vale do Acaraú. Sobral, Ceará, Brasil.

 

Referências

ALMEIDA, S. L. Racismo Estrutural. São Paulo: Editora Jandaíra, 2021.

ARAÚJO, C. C. S., & Carneiro, E. S., Jr. (2020). A Bibliometric Analysis of the Intellectual Structure of Studies on Slavery in the 21st Century. International Journal of Professional Business Review, 5(1), 105-127. Recuperado de https://doi.org/10.26668/businessreview/2020. v5i1.175

AYLIÊ, N. S.; MEKONEN, M. A.; MEKURIA, R. M. The Psychological Impacts of COVID-19 Pandemic Among University Students in BenchSheko Zone, South-west Ethiopia: A Communitybased Cross-sectional Study. Psychology research and behavior management, Auckland, v. 13, p. 813-821, 2020.

BENEDITO, M. S.; Fernandes, M. I. A. Psicologia e racismo: As heranças da clínica psicológica. Psicologia: Ciência e Profissão, Brasília, v. 40, p. 1-16, 2020.

BERNARDINO-COSTA, J., & Borges, A. (2021). Um Projeto Decolonial Antirracista: Ações Afirmativas na Pós-Graduação da Universidade de Brasília. Educação & Sociedade, 42, e253119. Recuperado de https://doi.org/10.1590/ES.253119

CARONE; Bento, M. A. S. (2018). Pactos narcísicos no racismo: Branquitude e poder nas organizações empresariais e no poder público. Tese (Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano), Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

CARRANO, P. C. R. Juventude: as identidades são múltiplas. Juventude, Educação e Sociedade, Niterói, n. 1, p. 52-72, 2020.

CARTER, R. T.; KIRKINIS, K.; JOHNSON, V. E. Relationships between trauma symptoms and race-based traumatic stress. Traumatology, [S. l.], v. 26, n. 1, p. 11-18, 2020.

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Brasília, DF: Diário Oficial da União, 13 jun. 2023.

EUGÊNIO, R. W. A benção aos mais velhos: poder e senioridade nos terreiros de Candomblé. Mairiporã: Arole Cultural, 2017.

FATTORE, G. L. et al. Validade de constructo da escala Experiences of Discrimination em uma população brasileira. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 32, n. 4, p. e00102415, 2016.

GONÇALVES, Jonas Rodrigo. O poder como repressão da sexualidade: uma releitura a partir de Michel Foucault. Revista Hegemonia Unieuro (Brasília), v.2, p. 25-51, 2018.

GUIMARÃES, A. C.; PINTO, J. M. Discriminação racial na escola: Vivências de jovens negros. Revista Digital de Direito Administrativo, [S. l.], v. 3, n. 3, p. 512-524, 2016.

HENRIQUES, R. Texto para discussão nº 807 - Desigualdade racial no Brasil: evolução das condições de vida na década de 90. Rio de Janeiro: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, 2019.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Brasileiro de 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2023.

JAMMULAMADAKA, N., Faria, A., Jack, G., & Ruggunan, S. (2021). Decolonising managementional knowledge (MOK): Praxistical theorising for potential worlds. Organization, 28(5), 717-740. Recuperado de https://doi.org/10.1177/13505084211020463

JESUS, K. V. DE; BENTO DA SILVA, L.; FERREIRA DO NASCIMENTO, R. A PSICOLOGIA NA CONSTRUÇÃO E ENFRENTAMENTO DO RACISMO: A EXPERIÊNCIA DO GRUPO DE ESTUDOS PRETOS. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas, v. 5, n. 9, p. 66-85, 7 set. 2020.

KIRKINIS K, Pieterse AL, Martin C, Agiliga A, Brownell A. Racism, racial discrimination, and trauma: a systematic review of the social science literature. Ethn Health. 2021 Apr;26(3):392-412. doi: 10.1080/13557858.2018.1514453. Epub 2018 Aug 30. PMID: 30165756.

KRIEGER, N. Discrimination and health. In: BERKMAN, L. F.; KAWACHI, I. (Eds.). Social epidemiology. New York: Oxford University Press, 2000. p.36-75.

KRIEGER, N. Embodying inequality: a review of concepts, measures and methods for studying health consequences of discrimination. International Journal Health Services, Estados Unidos, v. 29, n. 2, p. 295-352, 1999. Disponível em: https://doi.org/10.2190/M11W-VWXE-KQM9-G97Q. Acesso em: 26 fev, 2014.

MAROCO, J. Análise Estatística com o SPSS Statistics. 5. ed. [S. l.]: Edições ReportNumber, 2011.

MCCLUNEY, C. L., Schmitz, L. L., Hicken, M. T., & Sonnega, A. (2018, fevereiro). Structural racism in the workplace: Does perception matter for health inequalities? Social Science & Medicine, 199, 106-114. Recuperado de https://doi.org/10.1016/j.socscimed.2017.05.039

MONTEIRO, S.; CECCHETO, F. Cor, gênero e classe: dinâmicas da discriminação entre jovens de grupos populares cariocas. Cadernos Pagu, Campinas, n. 32, p. 301-329, 2009.

MIRANDA, S. A. (2012). Educação escolar quilombola em Minas Gerais: entre ausências e emergências. Revista Brasileira de Educação, 17(50), 369-383. Acesso em 08 de abril, 2024, em http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v17n50/v17n50a07.pdf

PEREIRA, A. A.; LIMA, T. C. S. Performance e Estética nas Lutas do Movimento Negro Brasileiro para Reeducar a Sociedade. Revista Brasileira de Estudos da Presença, Porto Alegre, v. 9, n. 4, p. 1-30, 2019.

PEREIRA, T. Belo Horizonte: Tribuna de Minas, 13 maio 2018. O Racismo Velado. Disponível em: https://tribunademinas.com.br/opiniao/tribuna-livre/13-05-2018/racismo-velado.html. Acesso em: 01 mar. 2024.

PETRUCCELLI, J. L., & Saboia, A. L. (2018). Características Étnicos-Raciais da População: classificações e identidades. Rio de janeiro, RJ: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Recuperado de https://biblioteca. ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv63405.pdf

POLIT, D. F.; BECK, C. T. Fundamentos de pesquisa em enfermagem: avaliação de evidências para a prática da enfermagem. 9. ed. Porto Alegre: Artmed, 2019.

ROUQUAYROL, Maria Zélia; GURGEL, Marcelo. Rouquayrol: epidemiologia e saúde. 8. Rio de Janeiro: MedBook, 2018, 719 p.

SANCHES, C.; MEIRELES, M.; SORDI, J. O. Análise qualitativa por meio da lógica paraconsciente: método de interpretação e síntese de informação obtida por escalas likert. In: Encontro de Ensino e Pesquisa em Administração e Contabilidade, 3., João Pessoa, 2011. Anais do Encontro de Ensino e Pesquisa em Administração e Contabilidade, João Pessoa, Brasil.

SILVERIO, D. et al. Resistência e denúncia contra o racismo/machismo nas vozes de poetas mulheres negras. Travessias, Cascavel, v. 14, n. 3, p. 223-236, 2020.

SOUSA RC de, Barroso SM, Ribeiro ACS. Aspectos de saúde mental investigados em policiais: uma revisão integrativa. Saude soc [Internet]. 2022;31(2):e201008pt. Available from: https://doi.org/10.1590/S0104-12902022201008pt

SOUZA Filho EF, Martins E. Contribuições da teoria histórico-cultural para a compreensão das questões raciais na educação escolar. Educ Pesqui [Internet]. 2022;48:e239195. Available from: https://doi.org/10.1590/S1678-4634202248239195

TELLES, E. E. Racismo à brasileira: Uma nova perspectiva sociológica. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2018.

WINANT, H. The word is a ghetto: Race and democracy since Word War II. Nova York: Basic Books, 2019.

Downloads

Publicado

2024-04-22

Como Citar

OLIVEIRA, E. . N.; PEREIRA, P. J. de A.; ALMEIDA, P. C. de; COSTA, A. B. dos S.; LIMA, G. F.; SILVA, V. K. F. da. Características da Experiência de Discriminação Racial entre Estudantes Universitários. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 7, n. 14, p. e141007, 2024. DOI: 10.55892/jrg.v7i14.1007. Disponível em: http://www.revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/1007. Acesso em: 22 jun. 2024.

ARK