Desafios no cuidado de enfermagem em ambiente prisional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.55892/jrg.v7i14.1013

Palavras-chave:

Cuidados de Enfermagem, Atenção Primária à Saúde, Pessoa Privada de Liberdade

Resumo

Introdução: Os ambientes prisionais representam um contexto desafiador para a prestação de cuidados de saúde, especialmente para os profissionais de enfermagem. Historicamente marcados por condições de vida precárias e sistemas de saúde inadequados, as prisões enfrentam uma série de desafios estruturais que impactam diretamente na saúde e bem-estar dos detentos. Neste contexto, os enfermeiros desempenham um papel crucial na promoção da saúde e na prevenção de doenças dentro das prisões. Objetivo: Analisar os desafios no cuidado de enfermagem em ambiente prisional. Metodologia: Trata-se de uma revisão integrativa de literatura, seguindo cinco etapas com busca nas bases de dados BVS, LILACS, BDENF, MEDLINE, SciELO E PUBMED no período entre 2019 a 2024. Resultados: Foram encontrados 97 artigos, utilizou-se 16 artigos para a elaboração do estudo. Discussão: A falta de preparo prévio da enfermagem compromete a eficácia dos cuidados de saúde oferecidos aos detentos. Ausência de treinamento específico contribui para a sobrecarga e o estresse dos profissionais de enfermagem, impactando negativamente na qualidade do atendimento prestado. Conclusão: Para superar as dificuldades enfrentadas no ambiente prisional, é fundamental adotar abordagens multidisciplinares e inclusivas. Investir na capacitação dos profissionais de enfermagem e melhorar suas condições de trabalho é essencial para garantir um ambiente propício para a prestação de cuidados de saúde de qualidade.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rhayanne Silva de Almeida, Centro Universitário Cesmac

[Lattes]
Graduanda em enfermagem pelo Centro Universitário Cesmac.

Karen Gabriele Correia de Melo Silva, Centro Universitário Cesmac

[Lattes]
Graduanda em enfermagem pelo Centro Universitário Cesmac.

Rosa Caroline Mata Verçosa de Freitas, Centro Universitário Cesmac

[Lattes]
Enfermeira, Mestra em Ensino na Saúde pelo Programa de Pós-graduação da Faculdade de Medicina da UFAL. Graduada pela Universidade Federal de Alagoas. Especialista em Infectologia pelo Programa de Residência em Enfermagem da Universidade de Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL).

Referências

ARAÚJO, Moziane Mendonça de et al. Assistência à saúde de mulheres encarceradas: análise com base na Teoria das Necessidades Humanas Básicas. Escola Anna Nery, v. 24, p. e20190303, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/2177-9465-EAN-2019-0303. Acesso em: 8 abr. 2024.

BARBOSA, Mayara Lima et al. Nursing actions for liberty deprived people: a scoping review. Escola Anna Nery, v. 23, 2019. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1012099. Acesso em: 5 fev. 2024.

BARTOS, Mariana Scaff Haddad. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional: uma reflexão sob a ótica da intersetorialidade. Ciência & Saúde Coletiva, v. 28, p. 1131-1138, 2023. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1430159. Acesso em: 5 fev. 2024.

BARBOSA, Mayara Lima et al. Produção científica sobre saúde penitenciária na enfermagem brasileira. Rev. enferm. UFSM, p. 70-70, 2019. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/gim/resource/fr/biblio-1118833. Acesso em: 15 fev. 2024.

BRASIL. Portaria Interministerial nº 1.777 de 2003. Institui o Plano Nacional de Saúde no Sistema Penitenciário [Internet]. 2003. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/ bvs/publicacoes/cartilha_pnssp.pdf. Acesso em: 22 fev. 2024.

BRASIL. Portaria Interministerial nº 1, de 2 de janeiro de 2014. Institui a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (PNAISP) no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) [Internet]. 2014. Disponível em: https:// bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2014/ pri0001_02_01_2014.html. Acesso em: 22 fev. 2024.

CARDOSO, Jéssica Bruschi de Souza. Transferência de políticas no controle da tuberculose na Atenção Primária à Saúde: revisão integrativa da literatura. 2021. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/gim/resource/en/biblio-1379659?src=similardocs. Acesso em: 7 mar. 2024.

CAVICHIOLI, Flávia Carla Takaki et al. Educação continuada em enfermagem à distância para tratamento de feridas em prisões. Acta Paulista de Enfermagem, v. 35, p. eAPE0174345, 2022. Disponível em: https://doi.org/10.37689/acta-ape/2022AO0174345. Acesso em: 8 abr. 2024.

CONSELHO FEDERAL DE ENFERMAGEM. Resolução Cofen 564/2017, aprova o novo Código de Ética dos profissionais de Enfermagem [Internet] 2017. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-no-5642017_59145. Acesso em: 7 mar. 2024.

CÜSSETIN COSTA, Marta et al. Enfermagem nas prisões, uma prática de atenção básica em saúde: revisão narrativa. Cienc. enferm. (En linea), 2023. Disponível em: https://www.scielo.cl/scielo.php?pid=S0717-95532023000100301&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 8 mar. 2024.

DAMAS, Fernando Balvedi; OLIVEIRA, Walter Ferreira. A saúde mental nas prisões de Santa Catarina, Brasil. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental/Brazilian Journal of Mental Health, v. 5, n. 12, p. 1-24, 2013. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/eps-5799. Acesso em: 15 mar. 2024.

MENDES, Karina Dal Sasso; SILVEIRA, Renata Cristina de Campos Pereira; GALVÃO, Cristina Maria. Uso de gerenciador de referências bibliográficas na seleção dos estudos primários em revisão integrativa. Texto Contexto Enferm. 2019. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/1980-265X-TCE-2017-0204; 28:e20170204. Acesso em: 15 mar. 2024.

PAGE, Matthew J. et al. The PRISMA 2020 statement: an updated guideline for reporting systematic reviews. International journal of surgery, v. 88, p. 105906, 2021. Disponível em: http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-49742022000201700. Acesso em: 20 mar. 2024.

SANTANA, Júlio Cesar Batista; REIS, Fernanda Cristina de Andrade. Percepção da equipe de enfermagem acerca da assistência à saúde no sistema prisional. Rev Fund Care Online, v. 11, n. 5, p. 1142-1147, 2019. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1021943. Acesso em: 20 mar. 2024.

SANTANA, Evilin Mota; DA SILVA, Sara Alves; DE SOUSA, Patrícia Maria Lima Silva. Desafios da atuação do enfermeiro na assistência ao pré-natal de mulheres privadas de liberdade. Research, Society and Development, v. 11, n. 14, p. e317111436107-e317111436107, 2022. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/36107. Acesso em: 20 mar. 2024.

SOUZA, Mônica Oliveira da Silva; PASSOS, Joanir Pereita. A prática de enfermagem no sistema penal: limites e possibilidades. Escola Anna Nery, v. 12, p. 417-423, 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ean/a/wr5LSLyWdFS9sZYrHDjf3FG/. Acesso em: 20 mar. 2024.

SANTOS, Gisleane Silva; PEREIRA, Mayara Cândida. Desafios do enfermeiro na assistência à saúde da gestante privada de liberdade. Revista JRG de estudos acadêmicos, v. 3, n. 6, p. 182-198, 2020. Disponível em: http://www.revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/116. Acesso em: 8 abr. 2024.

SANTOS, Eliane Karla Jesus et al. ENFERMAGEM NO SISTEMA PRISIONAL: GESTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE BEBÊS EM SITUAÇÃO DE CÁRCERE. Caderno de Graduação-Ciências Biológicas e da Saúde-UNIT-SERGIPE, v. 7, n. 1, p. 103-122, 2021. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/cadernobiologicas/article/view/10246. Acesso em: 8 abr. 2024.

ROCHA, Ana Paula Frota et al. A assistência de enfermagem prestada às gestantes privadas de liberdade. Enfermagem Brasil, v. 18, n. 1, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.33233/eb.v18i1.2796. Acesso em: 8 abr. 2024.

Downloads

Publicado

2024-04-24

Como Citar

ALMEIDA, R. S. de; SILVA, K. G. C. de M.; FREITAS, R. C. M. V. de. Desafios no cuidado de enfermagem em ambiente prisional. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 7, n. 14, p. e141013, 2024. DOI: 10.55892/jrg.v7i14.1013. Disponível em: http://www.revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/1013. Acesso em: 22 jun. 2024.

ARK