As teorias etiológicas da esquizofrenia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.55892/jrg.v7i14.1138

Palavras-chave:

esquizofrenia, teorias etiológicas, causas da esquizofrenia, fatores de risco, abordagens etiológicas da esquizofrenia

Resumo

Esse estudo de revisão de literatura intitulado "As teorias etiológicas da esquizofrenia" aborda as diversas perspectivas teóricas que buscam compreender as causas subjacentes ao desenvolvimento da esquizofrenia. Ao sintetizar e analisar estudos e pesquisas científicas relevantes, o artigo explora as principais teorias etiológicas, incluindo fatores genéticos, neurobiológicos, ambientais e psicossociais. A síntese crítica dessas teorias proporciona uma visão abrangente do estado atual do conhecimento sobre as origens da esquizofrenia, contribuindo para a compreensão mais aprofundada dessa complexa condição psiquiátrica e direcionando futuras pesquisas no campo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gláucio Diré Feliciano, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Prof. Doutor em Biologia na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Graduado em Ciências Biológicas, Mestre em Biologia Humana e Experimental. Licenciado em Letras, Pedagogia, Ciências da Natureza. Especialista em Ensino, Educação e Análises Clínicas. Docente Pesquisador na área de Neurofarmacologia e Neuroquímica do Laboratório de Análise Química e Biológica – Departamento de Farmácia (DEPFARM) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e professor Titular II da Universidade Estácio de Sá.

Raquel Rodrigues da Costa, Facultad Interamericana de Ciencias Sociales

Mestranda em Neurociências pela Facultad Interamericana de Ciencias Sociales (FICS), Assunción, Paraguay. Especialista em Educação à Distância pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Rio de Janeiro, Brasil.

Referências

LUCIANELLI JÚNIOR, Dalbert; ALMEIDA, Juliano Mateus; MELO JÚNIOR, Ivanildo Siqueira; NASCIMENTO, Israel Souza; SOARES, Paulo Fernando Sandes; VALENTIN, Fernanda Nogueira. Panorama geral a respeito da esquizofrenia e expectativas de tratamento. Brazilian Journal of Health Review, Curitiba, v. 4, n. 5, p. 22624-22633 sep/oct. 2021

MOTA, Girlene Santos da; SILVA, Maria Jeane da; LOPES, Andressa Pereira. Esquizofrenia e Terapia Cognitivo-Comportamental: um estudo de revisão narrativa. Ciências Biológicas e de Saúde. Alagoas, V. 4, Nº 2, p. 371-384, Novembro 2017. periodicos.set.edu.br ISSN impresso 1980-1785, ISSN eletrônico 2316-3143

PALMEIRA, Leonardo Figueiredo; GERALDES, Maria Thereza de Moraes; BEZERRA, Ana Beatriz Costa. Entendendo a esquizofrenia. 2ª edição. Editora Interciência, 2013

RAHMOUNE, Hassan; HARRIS, Laura W.; GUEST, Paul Guest; BAHN, Sabine. Explorando o componente inflamatório da esquizofrenia. Revista de Psiquiatria Clínica 2013;40(1):28-34

SILVA, Patrício Francisco da; SOUSA, Hudson Wallença Oliveira e; FOGAÇA, Fabiane Ferraz Silveira. Esquizofrenia: aspectos etiológicos, fatores de risco associados e os impactos na educação de ensino superior. Revista Humanidades e Inovação. Palmas, TO, v. 9, n. 08, 2022

SILVA, Regina Cláudia Barbosa da. Esquizofrenia: uma revisão. Psicologia USP, 17(4), 263-285, 2006

THEIL, Ruth Bonow. Alterações Cognitivas na Esquizofrenia. Universidade Federal de Pernambuco, 2003

Downloads

Publicado

2024-05-28

Como Citar

FELICIANO, G. D.; COSTA, R. R. da. As teorias etiológicas da esquizofrenia. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 7, n. 14, p. e141138, 2024. DOI: 10.55892/jrg.v7i14.1138. Disponível em: http://www.revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/1138. Acesso em: 22 jun. 2024.

ARK