As mídias sociais digitais e o ensino da Matemática: desafios e possibilidades para a difusão do conhecimento no contexto da pandemia da Covid-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo/7926072

Palavras-chave:

Tecnologia Digitais, Formação Docente, Ensino-Aprendizagem, Educação matemática

Resumo

A pandemia da Covid-19 impactou de forma significativa a rotina do contexto escola, pensar em formação docente e uso das tecnologias digitais, nesse contexto, tornou-se fundamental para que atividades educacionais viabilizassem o acesso ao ensino formal seguindo as orientações sanitárias, a exemplo da suspensão das atividades presenciais. Para delimitar o objeto investigado, analisamos o Laboratório Multidisciplinar das licenciaturas UEFS e Centro de Aperfeiçoamento do Ensino de Matemática da USP. Nesta senda, o objetivo geral consistiu em analisar como as mídias sociais digitais podem contribuir para a difusão de conhecimento matemático e com a formação docente. Para tanto, utilizamos a Análise Cognitiva Telematicamente Mediada visando organizar e analisar os dados. Entre os principais achados ao analisar os referidos projetos destacamos que as interações mediadas telematicamente apresentaram elementos efetivos para apreensão de linguagem simbólica e desenvolvimento do pensamento generalizante bem como promoveram a comunicação e a interação humana, contudo  ainda carecem de um maior investimento para que todo o potencial destas mediações possa ser utilizado a fim de melhorar os processos de ensino-aprendizagem entrelaçado com os saberes e conhecimentos socialmente construídos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gésus de Almeida Trindade, Federal University of Bahia

Lattes
Doutorando em Difusão do Conhecimento/IFBA, Mestre em Educação Científica e Formação de professor/UESB, Professor EBTT/IFBA.

Francisco José Pacheco Dos Santos, Bahia State University

Lattes
Doutorando em Difusão do Conhecimento/UNEB, mestre em Saúde Comunitária pelo Instituto de Saúde coletiva ISC/UFBA, farmacêutico pela Faculdade de Farmácia/UFBA.

Karine Nascimento Silva, Bahia State University

Lattes
Doutoranda em Difusão do Conhecimento/UNEB, mestra em Família na Sociedade Contemporânea/UCSAL, especialista em Gestão e Supervisão Escolar/FIEF e pedagoga/UESB.

Vinicius Nelson Lago Silva, Federal University of Bahia

Lattes
Graduado em Criação e Desenvolvimento de Websites; Mestre em Ciência da Propriedade Intelectual (PPGPI/UFS), Professor substituto no Instituto Federal da Bahia - IFBA.

Referências

BORBA, M. C., e VILLARREAL, M. V. Humans-With-Media and the Reorganization of Mathematical Thinking: informationand communication technologies, modeling, experimentationnadvisualization. New York, United States: Springe, 2005.

BORBA, M. C.; PENTEADO, M. G. Informática e Educação Matemática. Belo Horizonte. 5. Ed. Autêntica, 2014.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo, Paz e Terra, 2006.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo, Paz e Terra, 2006.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.

FREITAS, M. T. M.; NACARATO, A. M.; PASSOS, C. B.; FIORENTINI, D.; FREITAS, F. F.; ROCHA, L. P.; MISKULIN, R. S. O desafio de ser professor de matemática hoje no Brasil. In: FIORENTINI, D.; NACARATO, A. M. (Org.) Cultura, formação e desenvolvimento profissional de professores que ensinam matemática. São Paulo: Musa, 2012. p. 89-105.

FRÓES, B, T. Um campo Multirreferencial do conhecimento? Aproximações iniciais para sua construção. In: ___________. Análise cognitiva e espaços multirreferenciais de aprendizagem: currículo, educação à distância e gestão/difusão do conhecimento. Salvador: EDUFBA, 2012. p. 19-57.

GALEFFI, D. A. Ética e complexidade: a emergência triêtica planetária. In: SALLES, João Carlos; AZEVÊDO, E. S. Salvador (Orgs). Academia de Ciências da Bahia. Salvador: Academia de Ciências da Bahia, 2013. p. 65-116.

KENSKI, V. M. Aprendizagem mediada pela tecnologia. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 4, n.10, p.47-56, set./dez. 2003.

KENSKI, V. M. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas (SP): Papirus; 2013.

MESSEDER, Suely Aldir; CAMBUI, Elaine Cristina Barbosa (Org.). Analista cognitivo: uma profissão interdisciplinar. Salvador: EDUFBA, 2019. 214p.

MORAN, J. M. Como utilizar a Internet na educação. Ciência Da Informação, 26(2). Recuperado de http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/700. (1997).

MORAN, J. M.; MASETTO, M. T.; BEHRENS, M. A. (Ed.). Novas tecnologias e mediações pedagógicas. 13. ed. São Paulo: Papirus, 2007.

MORIN, E. Os sete saberes para a educação do futuro. Instituto Piaget. Lisboa 2002.

PRETTO, N. L. Educações, culturas e hackers: escritos e reflexões. Salvador (BA): EDUFBA, 2017. REGO, C. T. Vygotsky.Petrópolis: Vozes, 1994.

SCHWINGEL, C.A. Mídias Digitais - produção de conteúdo para a web. 1. ed. São Paulo: Paulinas, 2012. v. 01. 120p.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 17ºed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

VYGOTSKY, Lev Semyonovich. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). COVID-19 Strategic preparedness and response plan operational planning guidelines to support country preparedness and response. Geneva: WHO; 2020.

Downloads

Publicado

2023-05-11

Como Citar

TRINDADE, G. de A.; SANTOS, F. J. P. D.; SILVA, K. N.; SILVA, V. N. L. As mídias sociais digitais e o ensino da Matemática: desafios e possibilidades para a difusão do conhecimento no contexto da pandemia da Covid-19. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 6, n. 13, p. 31–43, 2023. DOI: 10.5281/zenodo/7926072. Disponível em: http://www.revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/542. Acesso em: 23 abr. 2024.

ARK