Atuação do enfermeiro em instituições de longa permanência para idosos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.8156654

Palavras-chave:

Enfermeiro, Cuidado de Enfermagem, Instituição de Longa Permanência para Idoso. , Assistência

Resumo

Objetivo: buscar na literatura científica a importância da atuação do enfermeiro em instituições de longa permanência para idosos. Método: revisão integrativa da literatura, foram realizadas buscas nas seguintes bases de dados: Medical Literature Analysis and Retrieval System Online, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, Scientific Eletronic Library Online e Bases de Dados da Enfermagem, considerando como critérios de inclusão estudos primários disponíveis na íntegra, publicados em português, e no período de 2017 e 2022. Resultados: foram selecionados seis artigos, sendo provenientes do Brasil, Turquia e Correia do Sul. Após leitura e análise dos estudos, foram construídas duas categorias temáticas, são elas: “O enfermeiro nas instituições de longa permanência para idosos” e “O cuidado de enfermagem como instrumento para melhorar a qualidade de vida dos residentes”. Conclusão: o enfermeiro desempenha um papel crucial na Instituição de Longa Permanecia para Idoso, atua tanto na assistência quanto na gerência, o que pode gerar sobrecarga de trabalho. Embora, a resolução que normatiza o funcionamento dessas instituições no país não determine a contratação do enfermeiro, muitas possuem seu quadro técnico de profissionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lidiane Maria da Silva, Centro Universitário Mario Pontes Jucá, UMJ, Brasil

[Lattes]

Graduação em Enfermagem pela Faculdade de Tecnologia de Alagoas, FAT, Brasil.

João Paulo Malta da Silva, Centro Universitário Mario Pontes Jucá, UMJ, Brasil

[Lattes]

Possui graduação em Enfermagem pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (2017). Especialista em Urgência, Emergência e Unidade de Terapia Intensiva pelo Centro Universitário de Patos - UNIFIP (2020)

Maísa Isabella Faustino Santos, Federal University of Alagoas

[Lattes]

Mestranda pela Universidade Federal de Alagoas- Ufal. Bacharel em Enfermagem pela Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas- UNCISAL (2014-2018); graduada em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (2012).

Referências

ALVES, M. B. et al. Instituições de longa permanência para idosos: aspectos físico-estruturais e organizacionais. Escola Anna Nery, v. 21, n. 4, p. e20160337, 2017. Disponível em: https:// www.scielo.br/j/ean/a/tvtpqhXnbdNWjxn6Pk5crXH/?lang=en#. Acesso em: 23 maio 2023.

BAIXINHO, C. L.; DIXE, M. dos A. Práticas das equipas na prevenção de queda nos idosos institucionalizados: construção e validação de escala. Texto & Contexto - Enfermagem, v. 26, n. 3, p. e2310016, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tce/a/SyFzS9pzP676TW

cJFsqk8Jg/?lang=pt#. Acesso em: 23 maio 2023.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. RDC nº 283, de 26 de setembro de 2005. Regulamento técnico para o funcionamento das instituições de longa permanência para idosos. Diário Oficial da União, nº 186. 27 set. 2005. Disponível em: https://bvsms. saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2005/res0283_26_09_2005.html. Acesso em: 24 maio 2023.

BRASIL. Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania. Estatuto da Pessoa Idosa assegura direitos de pessoas com 60 anos ou mais. 2022. Disponível em: https://www.gov.br/mdh/pt- br/assuntos/noticias/2022/eleicoes-2022-periodo-eleitoral/estatuto-do-idoso-assegura-direitos-de- pessoas-com-60-anos-ou mais#:~:text=De%20acordo%20com%20a%20lei,dar%20prioridades% 20%C3%A0s%20pessoas%20idosas. Acesso em: 24 maio 2023.

CHANG, H. Health personnel's experience with resident-centered care in nursing homes in Korea: A qualitative study. Int J Nurs Sci. 2019, Mar 26;6(2):176-181. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31406888/. Acesso em: 29 maio 2023.

DAMACENO, D. G.; CHIRELLI, M. Q.; LAZARINI, C. A. A prática do cuidado em instituições de longa permanência para idosos: desafio na formação dos profissionais. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v. 22, n. 1, p. e180197, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbgg/a/L7v5rPFLM3G9JtQSf7rcCJs/?lang=pt#. Acesso em: 23 maio 2023.

FALLER, J. W.; TESTON, E. F.; MARCON, S. S. A velhice na percepção de idosos de diferentes nacionalidades. Texto & Contexto - Enfermagem, v. 24, n. 1, p. 128–137, jan. 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tce/a/PRfZwXxD9sZtkQMzfjVJCQr/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 23 maio 2023.

FONSECA, I. B. da.; FONTES, C. M. B. Processo de Enfermagem em instituição de longa permanência para idosos: revisão integrativa. Enfermagem em Foco, v. 10, n. 5, 2019.

Disponível em: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/2787/689. Acesso em: 29 de maio 2023.

FREITAS, A. C. de. Idosos residentes em uma instituição de longa permanência: adaptação à luz de Callista Roy. Rev Bras Enferm. 2014 nov-dez;67(6):905-12. Disponível em: https:// www.scielo.br/j/reben/a/rTdtdpqyTNH8DmbyFWqjShF/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 28 maio 2023.

KIM, J. Y.; LEE, Y. J. A study on the nursing knowledge, attitude, and performance towards pressure ulcer prevention among nurses in Korea long-term care facilities. Int Wound J.

, 29-35. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/30793854/. Acesso em 29 maio

MENDES, K. S.; SILVEIRA, R. C.; GALVÃO, C. M. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & Contexto Enfermagem, Florianopolis, v. 17, n. 4, p. 758-764, set./2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tce/a/ XzFkq6tjWs4wHNqNjKJLkXQ/. Acesso em: 21 maio 2023.

MEDEIROS, F. de A. L. et al. O cuidar de pessoas idosas institucionalizadas na percepção da equipe de enfermagem, Revista Gaúcha de Enfermagem, v. 36, n. 1, p. 56–61, jan. 2015.

Disponível em: https://www.scielo.br/j/rgenf/a/GHLGrhQFXk7cL6bcHmHv33q/? format= pdf&lang=pt. Acesso em: 24 maio 2023.

OLIVEIRA, A. S. Transição demográfica, transição epidemiológica e envelhecimento populacional no Brasil. Hygeia-Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, v. 15, n. 32, p. 69-79, 2019. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/48614/. Acesso em: 24 maio 2023.

OLIVEIRA, J. M. de. et el. Alterações físico-sociais decorrentes do envelhecimento na perspectiva de idosos institucionalizados. Revista Kairós Gerontologia, 2015, 18(4), pp. 197-214, São Paulo (SP), Brasil. Disponívem em: https://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/ article/download/30095/20871/80026.

OKUYAN C. B.; SINI ELORANTA, S.; ELHOUDA, H. N. Determination of prevalence, characteristics, management and related factors for pain in the older adults: pain among nursing home residentes. Acta Scientiarum. Health Sciences, v. 44, e58304, 2022.

Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHealthSci/article/View/ 58304/751375153998. Acesso em: 23 maio 2023.

PASCOTINI et al. Homes for the Aged: a study of a Health Region in Rio Grande do Sul, Brazil. ABCS Health Sci. 2020;45:e020017. Disponível em: https://docs.bvsalud.org/ biblioref/2020/10/1123697/45abcse020017.pdf. Acesso em: 23 maio 2023.

SOUSA, F. S. A atuação do enfermeiro na promoção da saúde do idoso institucionalizado: uma revisão integrativa. 2020. Disponível em: http://repositorio.aee.edu

.br/bitstream/aee/18560/1/A%20atua%C3%A7%C3%A3o%20do%20enfermeiro%20na%20p romo%C3%A7%C3%A3o%20da%20sa%C3%BAde%20do%20idoso%20institucionalizado. pdf. Acesso em: 29 de maio 2023.

SILVA, H. S. da.; GUTIERREZ, B. A. O. A educação como instrumento de mudança na prestação de cuidados para idosos. Educar em Revista, v. 34, n. 67, p. 283–296, jan. 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/j/er/a/ZRgc7NwHGN4NSWNxrwFhMCv/abstract/?lang=pt#. Acesso em: 24 maio 2023.

SILVA, V. P. de. O. et al. Escala de depressão geriátrica como instrumento assistencial do enfermeiro no rastreio de sintomas depressivos em idosos institucionalizados. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 3, p. 12166-12177, 2020. Disponível em: https://ojs. brazilianjournals.com.br/ojs/index.php/BRJD/article/view/7645#:~:text=Atrav%C3%A9s%20 da%20utiliza%C3%A7%C3%A3o%20da%20Escala,qualidade%20de%20vida%20dos%20id osos. Acesso em: 29 de maio 2023.

Downloads

Publicado

2024-01-02

Como Citar

SILVA, L. M. da .; SILVA, J. P. M. da; SANTOS, M. I. F. . Atuação do enfermeiro em instituições de longa permanência para idosos. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 7, n. 14, p. e14650, 2024. DOI: 10.5281/zenodo.8156654. Disponível em: http://www.revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/650. Acesso em: 25 jul. 2024.

ARK