Conhecimento dos profissionais de educação infantil sobre a obstrução de vias aéreas por corpo estranho (OVACE) em crianças: uma revisão integrativa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.55892/jrg.v7i14.903

Palavras-chave:

Professores Escolares, Obstrução das Vias Respiratórias, Educação em Saúde

Resumo

Introdução: No Brasil, em 2021 foram registrados 2.339 óbitos na faixa etária dos 0 aos 5 anos de idade por causas acidentais, dentre as causas a Obstrução de Vias Aéreas por Corpo Estranho (OVACE) se encontra em terceiro lugar no ranking. Objetivo: Identificar o conhecimento existente e a presença de treinamento sobre OVACE para professores da educação infantil. Método: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura. A estratégica PICO foi utilizada para estabelecer a seguinte pergunta norteadora: “os profissionais da educação infantil recebem treinamento e apresentam conhecimento suficiente para agir em situações de OVACE?”. Integraram o estudo artigos publicados nos últimos 5 anos (2019 a 2022), nos idiomas Português e Inglês. As bases de dados utilizadas para a busca de artigos científicos foram: Pubmed e Biblioteca Virtual da Saúde (BVS). Resultados: Foram identificados 172 estudos e, após exclusão dos 11 duplicados, restaram 161 para análise: 133 na National Library of Medicine (Pubmed) e 28 na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS). Após aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, 5 artigos foram incluídos na amostra. Evidenciou-se o despreparo dos educadores em relação a medidas de identificação e intervenção em casos de OVACE, assim como, deficiências relacionadas ao treinamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa Santos de Lima, Centro Universitário Mario Pontes Jucá – UMJ, AL, Brasil

[Lattes]
Graduando em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pelo Centro Universitário Mario Pontes Jucá – UMJ.

Matheus Barbosa Pinto Cardoso, Centro Universitário Mario Pontes Jucá – UMJ, AL, Brasil

[Lattes]
Graduando em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pelo Centro Universitário Mario Pontes Jucá – UMJ.

Manuela Filter Allgayer, Centro Universitário Mario Pontes Jucá – UMJ, AL, Brasil

[Lattes]
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Maceió-AL, Brasil. Mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em Promoção da Saúde da Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC), Santa Cruz do Sul-RS, Brasil. Graduação em Enfermagem pela Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC), Santa Cruz do Sul-RS, Brasil.

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Sistema de Informação sobre Mortalidade - SIM. Brasília: Ministério da Saúde, 2023. Disponível em: < DATASUS - SIM - Sistema de Informação sobre Mortalidade (saude.gov.br)>. Acesso em: 14 dez. 2023.

OPAS. ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DE SAÚDE. Meta 3.2 – Acabar com a Mortes Evitáveis de Recém-Nascidos e Crianças Menores de 5 Anos. Washington: Organização Pan-Americana de Saúde, 2015. Disponível em: < ODS 3 - Meta 3.2 - OPAS/OMS | Organização Pan-Americana da Saúde (paho.org)>. Acesso em: 10 out. 2023.

BRASIL. Ministério da Saúde. Sistema de Informação de Agravos de Notificação – SINAN. Brasília: Ministério da Saúde, 2021. Disponível em: < TabNet Win32 3.2: Óbitos por Causas Externas - Brasil (datasus.gov.br)>. Acesso em: 14 dez. 2023.

COSTA, I. O. et al. Estudo descritivo de óbitos por engasgo em crianças no Brasil. Rev Pediatr, Rio de Janeiro, v. 21, n. 1, p. 11-14, jul. 2021.

GRIMALDI, M. R. M. el al. A escola como espaço de aprendizado sobre primeiros socorros. Rev Enferm UFSM, Santa Maria, v. 10, n. 1, p. 1-15, 2020.

SOUSA, L. M. M. et al. A metodologia de revisão integrativa da literatura em enfermagem. Rev Investigação em Enferm, v. 21, n. 2. p. 17-26, 2017.

MIRANDA, P. S. et al. Elaboração e validação de vídeo sobre primeiros socorros em situação de engasgo no ambiente escolar. Rev Gaúcha Enferm, v. 44, n. 1, p. 01-15, 2023.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança: Orientações para Implementação. Brasília: Ministério da Saúde, 2018a. Disponível em:< Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança — Ministério da Saúde (www.gov.br) >. Acesso em: 10 out. 2023.

LANGWINSKI, A. et al. Intervenção educativa sobre obstrução das vias respiratórias para professores de educação infantil: estudo quase-experimental. Rev Gaúcha Enferm, v. 44, n. 1, p. 01-15, 2023.

ISSACK, A. M.; JIRU, T.; ANILEY, A. Assessment of knowledge, attitude and practice on first aid management of choking and associated factors among kindergarten teachers in Addis Ababa governmental schools, Addis Ababa, Ethiopia. A cross-sectional institution-based study. Plos One, v. 16, v. 7, p. 01-13, 2021.

LORENZONI, G. et al. Assessing school-based intervention strategies to foster the prevention of choking injuries in children: The results of the CHOP (CHOking Prevention) trial. Health Soc Care Community, v. 1, n. 1, p. 01-10, 2021.

BRASIL. Lei Nº 13.722, de 04 de outubro de 2018. Dispõe sobre a capacitação em noções básicas de primeiros socorros de professores e funcionários de estabelecimentos de ensino públicos e privados de educação básica e de estabelecimentos de recreação infantil. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 2018b.

AMARAL, M. S. et al. Inspire: Primeiros socorros diante de situações de obstrução de vias aéreas por corpo estranho (OVACE) em crianças – relato de experiência e análise da efetividade da intervenção. Rev Conex UEPG, v. 19, n. 1, p. 01-15, 2023.

MORAIS, H. C. C. et al. Conhecimento de professores do nível pré-escolar sobre desobstrução de vias aéreas por corpo estranho. Rev Bras Pesq Saúde, v. 24, n. 1, p. 59-66, 2022.

JONGE, A. L. et al. Conhecimento de profissionais de educação infantil sobre obstrução de vias aéreas por corpo estranho. Enferm Foco, v. 11, n. 6, p. 192-198, 2020.

PEREIRA, J. de P.; MESQUITA, D. D.; GARBUIO, D. C. Educação em saúde: efetividade de uma capacitação para equipe do ensino infantil sobre a obstrução de vias aéreas por corpo estranho. Rev Bras Multi, v. 23, n. 2, p. 17-25, 2020.

LUCKIE, K. et al. Impact of scenario based training on asthma first aid knowledge and skills in school staff: an open label, three-arm, parallel-group repeated measures study. J of Asthma, v. 56, n. 9, p. 973–984, 2018.

Downloads

Publicado

2024-01-16

Como Citar

LIMA, L. S. de; CARDOSO, M. B. P.; ALLGAYER, M. F. Conhecimento dos profissionais de educação infantil sobre a obstrução de vias aéreas por corpo estranho (OVACE) em crianças: uma revisão integrativa. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 7, n. 14, p. e14903, 2024. DOI: 10.55892/jrg.v7i14.903. Disponível em: http://www.revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/903. Acesso em: 22 jun. 2024.

ARK