Desafios da Enfermagem no manejo das Infecções Sexualmente Transmissíveis na gestação: Uma Revisão Integrativa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.55892/jrg.v7i14.946

Palavras-chave:

Infecções Sexualmente Transmissíveis, Enfermagem, Gravidez

Resumo

Introdução: As relações sexuais durante a gravidez não representam risco para a gestação, contudo, é crucial considerar a possibilidade de contrair Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) que possam prejudicar a gestação ou ser transmitidas verticalmente. Objetivo: Avaliar estudos a respeito dos desafios encontrados pelos enfermeiros em relação as condutas diante das IST’s na gestação. Método: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, desenvolvida em seis passos, utilizando-se da estratégia PICo para elaborar a seguinte questão norteadora: Quais os desafios de enfermagem no manejo das Infecções Sexualmente Transmissíveis na gestação? A busca for realizada nas bases de dados LILACS (Literatura Latino Americana e do Caribe em Ciências da Saúde), PUBMED (National Library of Medicine National Institutes of Health), BDENF (Base de Dados da Enfermagem) e utilizou os operadores boleanos AND e OR. Usou-se como critérios de inclusão: artigos publicados no idioma português e inglês, no período entre 2018 a 2023, estudos primários e que abordavam apenas o público gestantes. Resultado: Foram encontrados 416 artigos nas bases de dados, após os critérios de inclusão, exclusão e leitura na integra restaram apenas 7 estudos para análise. Discussão: A análise dos artigos selecionados demostrou que existem diversos fatores que contribuem para não adesão de métodos preventivo, porém o profissional de enfermagem tem grande importância frente ao acompanhamento dessas gestantes e integração do parceiro nesse processo, além das intervenções preventivas na superação de barreiras e capacitação das mulheres para adotarem medidas preventivas durante a gestação. Conclusão: Profissionais de enfermagem devem investir em estratégias de sensibilização, principalmente durante o pré-natal, com o intuito de promove empoderamento das gestantes, controle da sua sexualidade e adoção de escolhas mais seguras

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Danielly Matos Silva, Universidade Federal do Piauí

[Lattes]                                                                                       
Graduanda em Bacharelado em Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí.

Ana Caroline de Sá Coelho, Universidade Federal do Piauí

[Lattes]
Graduanda em Bacharelado em Enfermagem, pela Universidade Federal do Piauí.

Antonio Domingos de Sousa Neto, Universidade Federal do Piauí

[Lattes]
Graduado em Bacharelado em Enfermagem, pela Universidade Federal do Piauí.

Érika de Sousa Almeida, Universidade Federal do Piauí

[Lattes]
Graduado em Bacharelado em Enfermagem, pela Universidade Federal do Piauí.

Dais Nara Silva Barbosa, Universidade Federal do Piauí

[Lattes]
Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí (2019). Especialização em andamento em Enfermagem em terapia Intensiva.

Matheus Henrique da Silva Lemos, Universidade Federal do Piauí

[Lattes]
Doutorando em Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí (UFPI); Mestre em Ciências e Saúde pela Universidade Federal do Piauí (UFPI). Pós-graduado em Enfermagem e Saúde do Idoso (Lato Sensu); Pós-Graduado em Enfermagem em Urgências e Emergências (Lato Sensu); Graduado em Enfermagem pela Faculdade Integral Diferencial - UNIFACID/WYDEN.

Filipe Melo da Silva, Universidade Federal do Piauí

[Lattes]
Doutorando em Medicina Tropical da Fiocruz/PI; Mestre em ciências e saúde; graduado em enfermagem pela Universidade Federal do Piauí-UFPI; Docente do Curso de Enfermagem presencial da Uninassau; Colaborador do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Epidemiologia e Coletividades - GIPEC do CGBENF/CAFS/UFPI; Colaborador da liga acadêmica de Emergência, Trauma e Terapia Intensiva - LAETTI do CGBENF/CAFS/UFPI.

Jailson Alberto Rodrigues, Universidade Federal do Piauí

[Lattes]
Doutor e Mestre em Modelos de Decisão e Saúde pela UFPB, Especialista em Saúde Coletiva; Graduado em Enfermagem pelas Faculdades Integradas de Patos–FIP; Graduado em Medicina, pelo Centro Universitário UNINOVAFAPI; Professor do Curso de graduação em bacharelado em Enfermagem - CGBENF do campus Amílcar Ferreira Sobral - CAFS, UFPI.

Referências

ARAÚJO, I. V. et al., Análise do perfil epidemiológico de gestantes com infecções sexualmente transmissíveis: uma revisão sistemática / Analysis of the epidemiological profile of pregnant women with sexually transmitted infections: a systematic review. Brazilian Journal of Development, [S. l.], v. 6, n. 10, p. 84102–84120, 2020. DOI: 10.34117/bjdv6n10-738. Disponível em: https://ojs.brazilianjournals.com.br/ojs/index.php/BRJD/article/view/19215.

BOTELHO, L. L. R.; CUNHA, C. C. A.; MACEDO, M. O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e Sociedade, v. 5, n. 11, p. 121-136, 2011. Disponível em: https://moodle.ufsc.br/pluginfile.php/4226295/mod_resource/content/1/BOTELHO%2

BRASIL. Ministério da Saúde. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas – PCDT. Atenção Integral às Pessoas com Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). Brasília: Ministério da Saúde; 2022. Disponível em: https://www.gov.br/aids/pt-br/central-de-conteudo/pcdts/2022/ist/pcdt-ist-2022_isbn-1.pdf/view

BRASIL. Ministério da Saúde. Boletim Epidemiológico HIV/Aids 2022. Brasília: Ministério da Saúde; 2022. Disponível em: https://www.gov.br/aids/pt-br/central-de-conteudo/boletins-epidemiologicos/2022/hiv-aids/boletim_hiv_aids_-2022_internet_31-01-23.pdf/view

COSTA, C.C. et al., Construção e validação de uma tecnologia educacional para prevenção da sífilis congênita. Acta Paulista Enfermagem, v. 33, 2020. Disponivel em: https://www.scielo.br/j/ape/a/KqJmCVzGL3XbdQ3rsCDWGwN/?lang=pt.

FRANÇA, I. S.X. et al., Fatores associados à notificação da sífilis congênita: um indicador de qualidade da assistência pré-natal. Rev Rene, [S. l.], v. 16, n. 3, 2015. Disponível em: http://periodicos.ufc.br/rene/article/view/2805.

FILHO, L. de PV et al., Dificuldades na abordagem e manejo da sífilis na gestação / Dificuldades na abordagem e manejo da sífilis durante a gravidez. Revista Brasileira de Revisão de Saúde , [S. l.] , v. 4, pág. 11163–11179, 2020. DOI: 10.34119/bjhrv3n4-366. Disponível em: https://ojs.brazilianjournals.com.br/ojs/index.php/BJHR/article/view/15789.

Júnior E. de A. da S.; Lima R. S.; Aramaio C. M. S. de O. Desafios da enfermagem na assistência da sífilis gestacional na atenção primária de saúde: revisão integrativa. Revista Eletrônica Acervo Enfermagem, v. 11, p. e7392, mai./ 2021.

HORTA, H. H. L; MARTINS, M. F.; NONATO, T. F.; ALVES, M. I. PRÉ-NATAL DO PARCEIRO NA PREVENÇÃO DA SÍFILIS CONGÊNITA. Revista de APS, [S. l.], v. 20, n. 4, 2018. DOI: 10.34019/1809-8363.2017. v 20.16078. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/aps/article/view/16078

NASCIMENTO, F. DOS S.; REBOUÇAS DE SANTANA CERQUEIRA, L.; SILVA, M. DOS S. Controle de qualidade em laboratório de análises clínicas. Revista Perspectiva, v. 47, n. 177, p. 119-129, jun. 2023.

NERIS, Lidiane Sousa et al., O RISCO DA EXISTÊNCIA DA TRANSMISSÃO VERTICAL EM GESTANTES PORTADORES DO HIV. Revista Brasileira Interdisciplinar de Saúde, v. 1, n. 4, 2019. Disponível em: http://revista.rebis.com.br/index.php/rebis/article/view/246.

PERREIRA, Elza. Ações de enfermagem no manejo da sífilis gestacional na atenção básica. 2021. 36 folhas. Trabalho de Conclusão de Curso – (Graduação em Enfermagem) – Anhanguera, Sumaré, 2021.

SANTOS, L. M. dos; SOARES, D. P.; PESSOA, I. R. Revisão integrativa: atuação da enfermagem no cuidado e na prevenção infeções sexualmente transmissíveis / Integrative review: nursing practice in the care of patients with sexually transmitted infections. Brazilian Journal of Health Review, [S. l.], v. 5, n. 3, p. 10041–10051, 2022. DOI: 10.34119/bjhrv5n3-170. Disponível em: https://ojs.brazilianjournals.com.br/ojs/index.php/BJHR/article/view/48400

SILVA, D. L.; JÚNIOR, D. G. A.; SILVA, J. A.; DA SILVA, P. R. R. Estratégias de prevenção a IST realizadas por enfermeiros na atenção primaria a saúde: uma revisão integrativa / STI prevention strategies carried out by nurses in primary health care: an integrative review. Brazilian Journal of Health Review, [S. l.], v. 4, n. 2, p. 4028–4044, 2021. DOI: 10.34119/bjhrv4n2-004. Disponível em: https://ojs.brazilianjournals.com.br/ojs/index.php/BJHR/article/view/25528.

SILVA, J. P. M. et al., A. Sífilis durante a gravidez: a importância e desafios da enfermagem. Brazilian Journal of Health Review, [S. l.], v. 6, n. 3, p. 10365–10378, mai./ 2023. DOI: 10.34119/bjhrv6n3-155. Disponível em: https://ojs.brazilianjournals.com.br/ojs/index.php/BJHR/article/view/60015.

Downloads

Publicado

2024-03-05

Como Citar

SILVA, C. D. M.; COELHO, A. C. de S.; SOUSA NETO, A. D. de .; ALMEIDA, Érika de S.; BARBOSA, D. N. S.; LEMOS, M. H. da S.; SILVA, F. M. da; RODRIGUES, J. A. Desafios da Enfermagem no manejo das Infecções Sexualmente Transmissíveis na gestação: Uma Revisão Integrativa. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 7, n. 14, p. e14946, 2024. DOI: 10.55892/jrg.v7i14.946. Disponível em: http://www.revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/946. Acesso em: 16 jun. 2024.

ARK