A importância da integração da medicina preventiva às práticas de promoção da saúde

Autores

DOI:

https://doi.org/10.55892/jrg.v7i14.992

Palavras-chave:

Medicina preventiva, Prevenção primaria, Promoção da saúde

Resumo

A medicina preventiva inclui intervenções primárias para prevenção, estratégias secundárias e terciárias que busquem a detecção precoce e o controle de patologias, além da reabilitação do paciente. Nesse sentido, a promoção da saúde envolve não só ações individuais, como também comunitárias e governamentais com o propósito de incentivar um estilo de vida saudável, destaca-se, dessa maneira, a participação ativa da comunidade, cuidados preventivos e assistenciais como diretrizes para a organização do sistema de saúde. Nesse contexto, o estudo tem por objetivo explorar e destacar a relevância de incorporar a medicina preventiva nas iniciativas de promoção da saúde, ademais, utiliza-se de uma revisão integrativa de literatura com pesquisa nas bases de dados Google Acadêmico, Scielo e Pubmed. Os descritores explorados foram “medicina preventiva”, “promoção da saúde” e “serviços preventivos de saúde” e todos de acordo com o DeCS/MeSH (Descritores em Ciências da Saúde). A integração da medicina preventiva com a promoção da saúde é uma estratégia eficaz para prevenir doenças, promover estilos de vida saudáveis e melhorar o bem-estar geral. A APS é fundamental para essa integração, pois oferece medidas específicas de cuidado que podem ser acessadas por toda a população

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alice Vasconcelos Miranda, Centro Universitário de Mineiros – UNIFIMES, GO, Brasil

[Lattes]
Graduação em andamento em Medicina pelo Centro Universitário de Mineiros, UNIFIMES, Brasil.

Andreia Carolina Redivo, Centro Universitário de Mineiros – UNIFIMES, GO, Brasil

[Lattes]
Graduação em andamento em Medicina pelo Centro Universitário de Mineiros, UNIFIMES, Brasil.

Isabella Ferreira Moreira Pinto, Centro Universitário de Mineiros – UNIFIMES, GO, Brasil

[Lattes]
Graduação em andamento em Medicina pelo Centro Universitário de Mineiros, UNIFIMES, Brasil.

Isadora Lopes Resende, Centro Universitário de Mineiros – UNIFIMES, GO, Brasil

[Lattes]
Graduação em andamento em Medicina pelo Centro Universitário de Mineiros, UNIFIMES, Brasil.

Deborah Diogo Guedes, Centro Universitário de Mineiros – UNIFIMES, GO, Brasil

[Lattes]
Graduação em andamento em Medicina pelo Centro Universitário de Mineiros, UNIFIMES, Brasil.

Ana Beatriz Araújo Malheiros, Centro Universitário de Mineiros – UNIFIMES, GO, Brasil

[Lattes]
Graduação em andamento em Medicina pelo Centro Universitário de Mineiros, UNIFIMES, Brasil.

Referências

Oliveira KRD de, Liberal MMCD, Zucchi P. Aplicação de recursos em medicina preventiva no sistema de saúde complementar. Einstein São Paulo. 1o de dezembro de 2015;13(4):600–3. doi.org/10.1590/S1679-45082015GS3453

Moraes CF, Neiva TS, Gomes L. Prevenção em saúde na prática médica:: da primária à quaternária. Rev Gest Saúde. 2015;6(2):1418–28.

Primária M da SS de A à SD de A. Rastreamento. Ms; 2010. (A. Normas e Manuais Técnicos).

Saúde M da SS de V em. Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS). Ms; 2018.

García JC. A educação médica na América Latina [Internet]. EDUFBA; 2022 [citado 7 de março de 2024]. Disponível em: https://books.scielo.org/id/nymvq

Norman AH. Estratégias da medicina preventiva de Geoffrey Rose. Rev Bras Med Fam E Comunidade. 31 de março de 2015;10(34):1–3. doi.org/10.5712/rbmfc10(34)1092

Demarzo MMP. Reorganização dos sistemas de saúde: promoção da saúde e Atenção Primária à Saúde.

Pettres AA. A DETERMINAÇÃO SOCIAL DA SAÚDE E A PROMOÇÃO DA SAÚDE SOCIAL DETERMINATION OF HEALTH AND HEALTH PROMOTION. 2018;

Izecksohn MMV, Teixeira JE, Stelet BP, Jantsch AG. Preceptoria em Medicina de Família e Comunidade: desafios e realizações em uma Atenção Primária à Saúde em construção. Ciênc Saúde Coletiva. março de 2017;22:737–46. doi.org/10.1590/1413-81232017223.332372016

Petermann XB, Kocourek S. PRODUÇÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA SOBRE A PROMOÇÃO DA SAÚDE NA ATENÇÃO PRIMÁRIA: ESTUDO BIBLIOMÉTRICO. SANARE - Rev Políticas Públicas [Internet]. 2 de julho de 2021 [citado 7 de março de 2024];20(1). Disponível em: https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/view/1553

Gusso G, Poli P. A medicina de família e comunidade revista. Rev Bras Med Fam E Comunidade. 26 de abril de 2016;11(38):1–3. doi.org/10.5712/rbmfc11(38)1319

Lopes MTSR, Labegalini CMG, Silva MEKD, Baldissera VDA. CONTINUING EDUCATION AND HUMANIZATION IN THE TRANSFORMATION OF PRIMARY HEALTH CARE PRACTICES. REME Rev Min Enferm. 2019;23:e-1161. dx.doi.org/10.5935/1415-2762.20190009

Coelho Neto GC, Antunes VH, Oliveira A. A prática da Medicina de Família e Comunidade no Brasil: contexto e perspectivas. Cad Saúde Pública. 10 de janeiro de 2019;35:e00170917. doi.org/10.1590/0102-311X00170917

Pinto HA, Ferla AA, Ceccim RB, Florêncio AR, Barbosa MG, Stédile NLR, et al. Atenção Básica e Educação Permanente em Saúde: cenário apontado pelo Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB). Divulg Saúde Debate. 2014;145–60.

Dias AFF, Barbosa LCR, Veras JPAR, Bezerra JP. Medicina preventiva: evolução histórica ao panorama atual. Res Soc Dev. 28 de junho de 2022;11(8):e52011831219. doi.org/10.33448/rsd-v11i8.31219

Buss PM, Hartz ZM de A, Pinto LF, Rocha CMF. Promoção da saúde e qualidade de vida: uma perspectiva histórica ao longo dos últimos 40 anos (1980-2020). Ciênc Saúde Coletiva. 4 de dezembro de 2020;25:4723–35. oi.org/10.1590/1413-812320202512.15902020

Downloads

Publicado

2024-04-15

Como Citar

MIRANDA, A. V.; REDIVO, A. C.; PINTO, I. F. M.; RESENDE, I. L.; GUEDES, D. D.; MALHEIROS, A. B. A.; FELIPE, A. gabriel borges. A importância da integração da medicina preventiva às práticas de promoção da saúde. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 7, n. 14, p. e14992, 2024. DOI: 10.55892/jrg.v7i14.992. Disponível em: http://www.revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/992. Acesso em: 22 jun. 2024.

ARK